Se o cristão não é mais capaz de permanecer em Cristo, o desejo de orar desaparece, o amor ao dinheiro se infiltra em si e o testemunho já não é mais o mesmo, então o perigo chegou e é necessário uma reavaliação urgente da vida espiritual, o que espera-se para si e ainda como quer encarar o momento da morte física. Talvez uma séria avaliação destes pontos podem levar a crer que a melhor opção realmente é Jesus Cristo que amou e ama os homens.  LEIA AQUI A REFLEXÃO SOBRE APOSTASIA!